terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Susto e Rodrigo





ENTRE A MULTIDÃO
01 - A Moça da Rodoviaria
02 - Coração de Gesso
03 - Canção para o meu Povo
04 - Má Noticia
05 - Passageiros do Vento
06 - Rei Zebu
07 - A Deusa
08 - Sintomas da Solidão
09 - Agonia
10 - Um Milhão de Carinhos
11 - Mensageira


Créditos: Tony

4 comentários:

Tony disse...

Susto e Rodrigo outra grande dupla paranaense prestem bem atenção na segunda voz, a perfeição e técnica de Rodrigo para colocar uma segunda em melodias românticas! Essa dupla trás como sensação a música A MOÇA DE RODOVIÀRIA grande letra do compositor Matheus aqui de Curitiba, infelizmente já falecido mas de enorme talento!

Compoeta Pinhalense disse...

A dupla Susto e Rodrigo, um dia caminhando e adestrando pelas ruas de Morretes, logo que vim morar na cidade, ouvi chamarem meu nome, ei Pinhalense, olhei e vi que um carro passando acenava-me a mão e me chamava, voltei até o carro, vendo a dupla, que me procurava, mas não sabiam onde eu morava, uma coincidencia feliz, pois vieram me avisar que estava gravando uma música minha, Rei Zebu, faixa n 6 do CD da Dupla, susto, anteriormente cantor de samba, que veio para o sertanejo, onde faz a primeira voz para o Rodrigo, uma das mais belas vozes do cancioneiro. Fizeram o lançamento em Belo Horizonte, onde minha música abria a rádio Zebu, e o sucesso aconteceu, são astros que brilham sempre e que sempre brilharão nos espaços onde a midia alcançar e nos corações de quem os ouvir. Abraços à dupla e aos teus milhares de fãs. Continuo em Morretes, mas não me esqueço das minhas raízes no interior paranaense, Ribeirão do Pinhal, onde nasci e vivi até os vinte e um anos. alcidio.pereira@facebook.com
compoeta@hotmail.com
compoeta@gmail.com

Compoeta Pinhalense disse...

Abraços também, além de Susto e Rodrigo,
Adalberto e Adriano, dois parceiros, que gravaram um trabalho meu com o Laercio Malaquias, a música FERA, sucesso até hoje, uma dupla de muito sucesso.
Também o Preferido e Predileto, sucessos constantes da midia atual e dos tempos idos, quando a música era realmente cultivado no grande estilo de nossas raizes sertanejas.

Compoeta Pinhalense disse...

Aos demais amigos que fazem parte do projeto que ora visitamos e que queiram divulgar seus trabalhos, estamos a disposição, nós viemos por uma estrada onde caminham todos e não nos esquecemos da poeira vermelha do chão, dos amigos e camaradas que sempre habitaram nossos lugares e ainda habitam nossos coraçoes e almas caboclas, onde a raiz nunca morre; o ranchinho continua simples e humilde, onde a coroa do meu velho pai ainda brilha, ostentado no chapéu que guardo como lembrança da simplicidade, da humildade e da fraternidade que aprendi a conservar em teu nome, Dito e Maria, meus pais.